Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
22/08/2019
Suinocultura
Exportação de carne suína cresce 19,6% nos primeiros 7 meses de 2019, diz ABPA
Peste suína africana tem efeito maior na exportação de carnes

Globo Rural

As exportações brasileiras de carne suína nos sete primeiros meses de 2019 avançaram 19,6% em volume, para 414,5 mil toneladas, e 23,5% em receita, para US$ 847,8 milhões, na comparação anual. Os dados foram informados nesta quarta-feira, 21, pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

A estimativa da ABPA para todo o ano de 2019 é de avanço entre 8% e 12% nas exportações, de 700 mil a 720 mil toneladas. "Tudo depende de habilitações de novas plantas para a China", afirmou em entrevista coletiva o presidente da ABPA, Francisco Turra, destacando que o gigante asiático precisará importar mais proteína em decorrência da peste suína africana, que vem assolando seus plantéis de suínos.

As compras chinesas de carne suína brasileira nos sete primeiros meses de 2019 avançaram 31% na comparação anual, para 115 mil toneladas. Foi o país que mais adquiriu a proteína brasileira no período. Hong Kong ficou em segundo lugar, com 91 mil toneladas, queda anual de 8%.

Tags: