Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
16/05/2019
Preços da soja sobem forte no Brasil nesta 4ª com alta de mais de 10% dos prêmios e dólar
Chicago ameniza baixas diante das últimas e fortes altas, mas mantém foco sobre clima adverso no Corn Belt

Notícias Agrícolas

O mercado da soja teve mais um dia positivo na Bolsa de Chicago (CBOT), com um encerramento de quatro pontos nos principais vencimentos - o que também teve impacto para a formação dos preços no mercado brasileiro. O julho fechou o dia co US$ 8,35 por bushel.

Ao longo do dia, as altas passaram de 11 pontos. Mas Flávio França Jr, chefe do setor de grãos da Datagro Consultoria, ressalta que essa alta de ontem (14) e de hoje tem sustentação frágil. O combustível para o ganho dos preços, afinal, são as adversidades de clima no Meio-Oeste americano e, com a volatilidade do mercado climático, o movimento poderia perder força caso os novos mapas mostrem outro cenário.

O principal motivador foi o relatório de plantio divulgado na segunda-feira, que mostrou um atraso maior do que o considerado pelo mercado. Até o último domingo (12), os EUA tinha somente 9% de sua área de soja plantada, e as condições para os próximos dias não deverão permitir um forte avanço dos trabalhos de campo.

Houve também suporte por conta da melhora do tom nas conversas entre o governo norte-americano e o governo chinês, com o encontro dos dois países se aproximando, no G20.

As notícias, assim, motivaram a retomada dos investidores. Mas o mercado, como lembra França Jr, ainda não está convencido das perdas na soja e das áreas que serão plantadas nos Estados Unidos.

PREÇOS NO BRASIL

No Brasil, mesmo com Chicago amenizando as altas, os preços foram favorecidos por uma nova rodada de altas nos prêmios e também pelo dólar na casa dos R$ 4,00. O dia, poranto, foi novamente de bons negócios.

Em Paranaguá, os prêmios subiram entre 11,11% e 26,67%, com valores variando entre 80 e 95 cents de dólar nas principais posições de entrega. Sustentados - mesmo diante das altas dos últimos dias na CBOT - os valores têm permitido que boas altas nos preços da soja brasileira também sejam registrados.

No interior do Brasil, praticamente todas as praças de comercialização pesquisadas pelo Notícias Agrícolas registraram altas nesta quarta-feira. Os ganhos chegaram a até 5,34%, como foi o caso de Luís Eduardo Magalhães, na Bahia, onde a saca fechou o dia com R$ 69,00.

Nos portos, os preços também subiram. No disponível, alta de 4% para R$ 78,00 por saca e de 2,01% em Rio Grande, para R$ 76,00. Para junho, altas de 3,29% e 2,67%, respectivamente, para R$ 78,50 e R$ 77,00. Em São Francisco do Sul, Santa Catarina, alta de 3,26% para R$ 79,20.

Tags: