Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
16/10/2018
Suinocultura
RS: preço do suíno permanece estável no estado
A pesquisa semanal da cotação do suíno, milho e farelo de soja, feita nesta segunda-feira (15) pela ACSURS apontou estabilidade no preço pago pelo quilo do suíno vivo ao suinocultor gaúcho, permanecendo em R$ 3,68

ACSURS

A pesquisa semanal da cotação do suíno, milho e farelo de soja, feita nesta segunda-feira (15) pela Associação de Criadores de Suínos do RS – ACSURS com apoio exclusivo da MSD Saúde Animal, apontou estabilidade no preço pago pelo quilo do suíno vivo ao suinocultor gaúcho, permanecendo em R$ 3,68.

O valor da saca de 60 quilos do milho é de R$ 39,67 (anterior R$ 40,50) e do farelo de soja (tonelada – FOB) é de R$ 1.385,00 no pagamento à vista (anterior R$ 1.395,00) e de R$ 1.405,00 no pagamento com 30 dias de prazo (anterior R$ 1.415,00).

Agroindústrias e cooperativas – O preço médio na integração é de R$ 2,86. As cooperativas e agroindústrias apresentaram as seguintes cotações: Cooperalfa/Aurora: R$ 2,80 (base suíno gordo) e R$ 2,90 (base leitão de 6 a 23 quilos); Cosuel/Dália Alimentos R$ 2,80; Alimentos Estrela R$ 2,80; Cooperativa Languiru R$ 2,90; Cooperativa Majestade R$ 2,75; Ouro do Sul R$ 3,10; Alibem R$ 2,80; BRF R$ 3,00 e Pamplona R$ 2,80.

Tags: