Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
13/09/2018
Suinocultura
Abate de suínos sobe 1,9% na comparação anual e tem junho recorde
Este é o melhor resultado para segundos trimestres desde que a pesquisa se iniciou em 1997

Agencia Safras

No 2 trimestre de 2018, foram abatidas 10,82 milhões de cabeças de suínos, representando aumentos de 1,0%  em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 1,9% na comparação com o mesmo período de 2017. Este é o melhor resultado para segundos trimestres desde que a Pesquisa se iniciou em 1997. Isso foi possível graças ao volume de carne abatida em junho - recorde para este mês - recuperando a atividade  de maio que teve seu pior desempenho desde 2013. Neste mês houve forte influência da greve dos caminhoneiros sob o ritmo de produção de abate.

O abate de 204,07 mil cabeças de suínos a mais no 2 trimestre de 2018, em relação a igual período do ano anterior, foi impulsionado por aumentos no abate em 14 das 25 Unidades da Federação participantes da pesquisa. Entre os Estados com participação acima de 1%, ocorreram aumentos em: Mato Grosso do Sul (+101,13 mil cabeças), Santa Catarina (+42,66 mil cabeças), Mato Grosso (+42,18 mil cabeças), São Paulo (+35,58 mil cabeças), Minas Gerais (+18,01 mil cabeças), Rio Grande do Sul (+17,04 mil cabeças) e Goiás (+4,38 mil cabeças). Em contrapartida, ocorreu redução no Paraná (-40,75 mil cabeças).

Santa Catarina continua liderando o abate de suínos, com 26,4% da participação nacional, seguido por Paraná (20,7%) e Rio Grande do Sul (18,3%). As informações são do IBGE.

Tags: