Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
15/03/2019
Suinocultura
Abate de suínos cresce 2,4% em 2018 e bate novo recorde, segundo IBGE
O abate cresceu em 19 das 26 UFs participantes da pesquisa

Suinocultura Industrial

De acordo com os dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o abate de suínos aumentou 2,4% e atingiu novo recorde, chegando a 44,20 milhões de cabeças, 1,02 milhão a mais que em 2017.

O abate cresceu em 19 das 26 UFs participantes da pesquisa. Entre aquelas com participação acima de 1,0%, houve aumentos no Mato Grosso do Sul (+296,40 mil cabeças), Rio Grande do Sul (+194,72 mil), São Paulo (+181,64 mil), Paraná (+86,80 mil), Santa Catarina (+80,43 mil), Mato Grosso (+69,34 mil), Minas Gerais (+62,69 mil) e Goiás (+46,73 mil).

Santa Catarina manteve a liderança no abate de suínos em 2018, com 26,2% da participação nacional, seguido por Paraná (21,0%) e Rio Grande do Sul (18,6%).

No 4º trimestre de 2018, foram abatidas 11,10 milhões de cabeças de suínos, queda de 4,0% em relação ao trimestre imediatamente anterior e aumento de 0,4% em relação ao mesmo período de 2017. Após o recorde da série histórica (iniciada em 1997) no trimestre anterior, este foi o melhor resultado para um 4º trimestre. Além disso, outubro de 2018 foi melhor mês de outubro da série histórica.

Tags: