Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
17/05/2019
Avicultura
Preço da carne de frango tem alta no mercado interno
Apesar disso, entre abril e a parcial de maio (até o dia 16), a valorização da carne suína foi ainda maior do que a do frango, ampliando a competitividade dessa proteína

Avicultura Industrial

De acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira (17/05) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), a carne de frango vem se encarecendo no mercado doméstico. Apesar disso, entre abril e a parcial de maio (até o dia 16), a valorização da carne suína foi ainda maior do que a do frango, ampliando a competitividade dessa proteína.

Já em relação ao preço da carne bovina, que vem se mantendo estável, houve perda na competitividade. Segundo pesquisadores do Cepea, o movimento altista das cotações da carne de frango tem favorecido principalmente os exportadores. Para os agentes que comercializam apenas no mercado interno, porém, os aumentos têm reduzido a liquidez. Uma vez que o frango vivo também tem se valorizado, agroindústrias têm dificuldades em reduzir o preço de venda da carne.

Segundo o Cepea, enquanto em abril a carne suína era 1,73 Real/quilo mais cara do que o frango, na parcial de maio, essa diferença ampliou-se para 1,81 Real/kg, aumentando em 4,6% a competitividade da proteína avícola. Já no comparativo com a carne bovina, o frango teve sua competividade reduzida em 0,67%, com a diferença de preços passando de 6 Reais/kg em abril para 5,96 Reais/kg na parcial deste mês (até o dia 16).

Tags: