Sindicarne - Florianópolis
INDÚSTRIAS DE PRODUÇÃO E TRANSFORMAÇÃO EM PROTEÍNA ANIMAL
24/02/2021
Suinocultura
Suínos apresentam preços em alta e sustentados
Ontem, a terça-feira (23) foi de cotações estáveis ou em alta para o mercado de suínos. De acordo com análise do Cepea/Esalq, os valores do animal vivo seguem em recuperação em todas as regiões acompanhadas pelo órgão

Notícias Agrícolas

Ontem, a terça-feira (23) foi de cotações estáveis ou em alta para o mercado de suínos. De acordo com análise do Cepea/Esalq, os valores do animal vivo seguem em recuperação em todas as regiões acompanhadas pelo órgão. Apesar da demanda interna ainda enfraquecida, frigoríficos elevaram a procura por novos lotes de animais para abate nos últimos dias. Agentes de frigoríficos e indústrias processadoras vêm conseguindo repassar essas recentes altas dos preços do animal vivo para as carcaças e para a maioria dos cortes negociados no atacado.

Em São Paulo, segundo a Scot Consultoria, tanto a arroba do suíno CIF quanto a carcaça especial ficaram com preços estáveis, valendo, respectivamente, R$ 145,00/R$ 150,00 e R$ 11,00/R$ 11,40 o quilo.

No caso do animal vivo, conforme informações do Cepea/Esalq, referentes à segunda-feira (22), houve alta de 2,16% em Minas Gerais, cotado em R$ 8,03/kg, avanço de 1,10% em Santa Catarina, valendo R$ 7,35/kg, aumento de 1,14% no Rio Grande do Sul, atingindo R$ 7,10/kg, valorização de 0,40% no Paraná, chegando a R$ 7,48/kg. O preço do suíno vivo ficou estável em São Paulo, cotado em R$ 7,96/kg.

Tags: